Não se desespere


Muito resumidamente, o principal conselho deste livro é: respire fundo. Publicado em 2013 pela Editora Vozes, Não se desespere! é um ótimo lembrete para que levemos a vida menos a sério e aprendamos a viver em paz.
O texto deve ser escrito com a utilização de uma única pessoa (segunda ou terceira). O uso simultâneo de pessoas distintas empobrece a narrativa, apesar de isso ser comum na língua falada.
A contração do DE + ELAS não pode acontecer, porque o pronome é o sujeito da frase seguinte (não há outro modo DE ELAS serem) – pág. 33.
EMOVERE é verbo e não tempo verbal – pág. 81.
RESPEITAR, ESPERAR e GERAR são verbos transitivos diretos. O pronome oblíquo LHE substitui objeto indireto. No caso acima, no lugar de LHE, deveria estar o pronome O ou VOCÊ – pág. 84.
Conjugando o verbo DEIXAR no imperativo, DEIXE é o correspondente à terceira pessoa do singular (deixe você). O pronome possessivo deve ser adequado à pessoa na qual o verbo está conjugado. TUAS é pronome possessivo relativo à segunda pessoa. O correto seria DEIXE CONOSCO AS SUAS CONTAS – pág. 95.
O verbo CONFUNDIR, no sentido de não fazer distinção entre uma coisa e outra, é transitivo direto e indireto. Pode ser pronominal (no sentido de misturar desordenadamente), mas não é o caso acima (não confunda política com partido) – pág. 110.
SOBRE é preposição. As preposições não devem vir antes de pronome pessoal do caso reto (exceção: se introduzir outra oração em que o EU fosse o sujeito). O correto, portanto, seria FARÁ FORÇA SOBRE MIM – pág. 114.

AMANDA PESSOA  2018 © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

  • Grey Instagram Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone