AMANDA PESSOA  2018 © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

  • Grey Instagram Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone

Hebe


Publicado pela Best Seller em 2017 e escrito de maneira fluida pelo jornalista Artur Xexeo, Hebe é uma deliciosa leitura, principalmente para quem acompanhou e admirou a carreira e a vida pessoal de uma artista autêntica, sem muitas travas na língua, uma mulher desbravadora.
Em textos escritos e em contexto formal, não é razoável abandonar a norma culta. Por isso, a colocação do pronome oblíquo átono antes do verbo (próclise) em começo de frase é inadequada. O correto, no caso, é a ênclise, que é a colocação do pronome após o verbo (Deu-me).
PATROCINAR, no sentido de custear, é verbo transitivo direto e não é acompanhado por preposição (patrocinava a Parada de Sucessos) – pág. 46.
Quando queremos dizer que nos importamos muito com alguma coisa, usamos a expressão FAZER QUESTÃO DE (acompanhada da preposição) – pág. 77.
O verbo HAVER, indicando decurso de tempo, é impessoal e deve permanecer na terceira pessoa do singular. Mas, no que se refere ao tempo verbal, a flexão é obrigatória. Por isso, como a frase está no passado, o verbo deve estar no passado também (estava havia tempos) – pág. 110.
Para a manutenção da coesão textual, os verbos precisam ser conjugados no mesmo tempo. Acima, o autor conta uma história que aconteceu no passado e o fato de a canção não ter um refrão forte pouco IMPORTOU ao auditório do Paramount.
A repetição de uma frase inteira é algo que não deve ocorrer – pág. 130.
O verbo CHEGAR, com sentido de movimento, é transitivo indireto e pede a preposição A. No caso acima, a preposição deveria ter sido contraída ao advérbio (aonde queria chegar).